...para o geógrafo, considerar o clima como sendo resultado de uma média é transformá-lo em uma generalização.


ERCÍLIA TORRES STEINKE
CLIMATOLOGIA FÁCIL (2012)

Ninguém sabe exatamente o que move o pêndulo climático.


BRIAN FAGAN
O AQUECIMENTO GLOBAL: A INFLUÊNCIA DO CLIMA NO APOGEU E DECLÍNIO DAS CIVILIZAÇÕES (2009)

Configura-se, assim, o eterno dilema da Climatologia Geográfica: primeiro destruir para depois recompor ou ir direto a gênese dos fenômenos?


JOÃO AFONSO ZAVATTINI E MARCOS NOBERTO BOIN
CLIMATOLOGIA GEOGRÁFICA: TEORIA E PRÁTICA DE PESQUISA (2013)

Conhecer a atmosfera do planeta Terra é uma das aspirações que vêm sendo perseguidas pela humanidade desde os tempos mais remotos.


FRANCISCO MENDONÇA E INÊS MORESCO DANNI-OLIVEIRA (2007)
CLIMATOLOGIA:NOÇÕES BÁSICAS E CLIMAS DO BRASIL

...A intensidade de urbanização, expressa em termos de espaço físico construído, altera significativamente o clima.


MAGDA ADELAIDE LOMBARDO
ILHA DE CALOR NAS METRÓPOLES: O EXEMPLO DE SÃO PAULO (1985)

....Podemos falar então em cadeias de tipos de tempo. O estudo delas levar-nos-á à compreensão do ritmo, que é a essência do clima.


ANTONIO CARLOS TAVARES
O CLIMA LOCAL DE CAMPINAS (1974)

Os estudos na área de Climatologia contribuem, de forma cada vez mais intensa, no entendimento das relações dos eventos climáticos com a sociedade.


MARCOS ALEXANDRE MILANESI E EMERSON GALVANI
IN CLIMATOLOGIA APLICADA: RESGATE AOS ESTUDOS DE CASO (2012)

É impressionante como o cheiro que exala do solo recém molhado pela chuva me faz lembrar de minha avó. Lembro-me de vê-la falar....Esta é melhor para se beber, é água de chuva.


CHARLEI APARECIDO DA SILVA
Dissertação da Mestrado (2001)

Os ventos começavam a soprar mais espertos e como agitavam as almas das coisas, arrancando do torpor para a vida.


GRAÇA ARANHA
TRECHO DO ROMANCE CANAÃ

...devemos prosseguir em atividade, trabalhando com os meios ao nosso alcance pois há uma tarefa enorme a realizar, cujas perspectivas são ilimitadas, sobretudo nas latitudes tropicais onde tanto está ainda por investigar no domínio atmosférico.


JOSÉ BUENO CONTI
CIRCULAÇÃO SECUNDÁRIA E EFEITO OROGRÁFICO NA GÊNESE DAS CHUVAS NA REGIÃO LESNORDESTE PAULISTA (1973)

Curso de Verão na Universidade de Oxford

O St Cross Centre for the History and Philosophy of Physics (HAPP) https://www.stx.ox.ac.uk/happ/centre-history-and-philosophy-physics-happ está oferecendo um curso de verão em História da Física: instrumentos científicos e física ambiental, o qual procura contribuir para a compreensão do desenvolvimento da ciência do clima recente, explorando o papel desempenhado pelas ciências físicas. A mudança climática tem sido uma preocupação importante para os historiadores da ciência desde meados da década de 1990.

As sessões do curso de verão vão se concentrar em várias ferramentas e técnicas científicas, incluindo aquelas usadas para investigar e representar o clima, que liga a pesquisa científica para o desenvolvimento e comércio de instrumentos especializados.

Haverá, ainda, visitas ao Museu da História da Ciência na Universidade de Oxford e ao Laboratório Rutherford Appleton.

O programa provisório pode ser acessado pelo endereço: https://weblearn.ox.ac.uk/.../HAPP/summer-school-programme.pdf

Curta a página da Associação Brasileira de Climatologia no www.facebook.com/abclimatologia

© 2018 - ABClima - Todos os direitos reservados.
Idealização e desenvolvimento: Charlei A. da Silva (2013/2014)
Programação: Excla!m