...Os estudos de clima urbano têm sido justificados pela expressão que as cidades tomaram nos últimos anos...


MARGARETE C. DE COSTA T. AMORIM
IN OS CLIMAS DAS CIDADES BRASILEIRAS (2002)

Ninguém sabe exatamente o que move o pêndulo climático.


BRIAN FAGAN
O AQUECIMENTO GLOBAL: A INFLUÊNCIA DO CLIMA NO APOGEU E DECLÍNIO DAS CIVILIZAÇÕES (2009)

Os ventos começavam a soprar mais espertos e como agitavam as almas das coisas, arrancando do torpor para a vida.


GRAÇA ARANHA
TRECHO DO ROMANCE CANAÃ

O tratamento do clima urbano, como um dos componentes da qualidade ambiente, não poderá ser considerado insignificante para o mundo moderno.


CARLOS AUGUSTO DE FIGUEIREDO MONTEIRO
TEORIA E CLIMA URBANO (1976)

O estudo do tempo e do clima ocupa uma posição central e importante no amplo campo da ciência ambiental.


J.O. AYOADE
INTRODUÇÃO À CLIMATOLOGIA PARA OS TRÓPICOS (1991)

Os estudos na área de Climatologia contribuem, de forma cada vez mais intensa, no entendimento das relações dos eventos climáticos com a sociedade.


MARCOS ALEXANDRE MILANESI E EMERSON GALVANI
IN CLIMATOLOGIA APLICADA: RESGATE AOS ESTUDOS DE CASO (2012)

....Podemos falar então em cadeias de tipos de tempo. O estudo delas levar-nos-á à compreensão do ritmo, que é a essência do clima.


ANTONIO CARLOS TAVARES
O CLIMA LOCAL DE CAMPINAS (1974)

...Quase pássaro nenhum canta agora, na seca...


JOÃO GUIMARÃES ROSA
TRECHO DO ROMANCE NOITES DO SERTÃO

Mandacaru Quando fulora na seca É o sinal que a chuva chega No sertão


ZÉ DANTAS E LUIZ GONZAGA
O XOTE DAS MENINAS

Ao longo dos séculos, os observadores do céu, como agricultores, pastores e navegantes, acumularam conhecimentos práticos que permitiram compreender melhor as mudanças do tempo.


PROJETO BRASILEIRO PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA: O TEMPO E O CLIMA (1980)

Nota de falecimento: Profa. Dra. Maria da Graça (UFSM)

Com pesar a Diretoria da ABClima comunica o falecimento da professora Maria da Graça Barros Sartori. Graduada em Geografia Licenciatura pela Universidade Federal de Santa Maria no ano de 1972, tornou-se Mestre em Geografia Física pela USP em 1976 e Doutora em 2000.

Docente da Universidade Federal de Santa Maria por muitos anos aposentou-se como Professora Titular, mas nunca deixou de atuar, de pesquisar e contribuir com a Climatologia brasileira. Nos Cursos de Geografia, Licenciatura e Bacharealdo, e no Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFSM ao longo de sua vida formou mais de uma dezena de alunos e alunas, sob sua orientação muitos foram aqueles que se apaixonaram pela Climatologia, optaram por pesquisar em Climatologia. Orientandos seus hoje estão trabalhando com Climatologia no Brasil e dando continuidade ao seu trabalho, sinal de frutos que germinaram.

A pesquisadora Maria da Graça tinha como ideal pesquisar o Clima do Rio Grande do Sul, envolvendo ambientes rurais e urbanos. Aguerrida e esperançosa deixa inacabado o projeto "A dinâmica climática no espaço geográfico sul-riograndense e as relações clima-saúde, clima-produção agrícola e clima-cidade"

Pró-ativa participou da fundação da ABClima, como sócia-fundadora era integrante do Conselho Editorial da Revista Brasileira de Climatologia. Assim a Diretoria da ABCLIMA (Gestão 2012-2014) deseja nesse momento manifestar condolências à família.

A imagem que fica para aqueles que a conheceram é de uma imagem de uma mulher íntegra, forte, corajosa, elegante, além de excelente professora e pesquisadora.

A Diretoria da ABCLIMA

© 2019 - ABClima - Todos os direitos reservados.
Idealização e desenvolvimento: Charlei A. da Silva (2013/2014)
Programação: Excla!m